Energia - Ideias eletrizantes!

11/06/2012 21:52

 

Sete séculos antes do nascimento de Cristo, o físico e filósofo grego Tales de Mileto observou um fenômeno curioso. Ao esfregar um pedaço de âmbar (um tipo de resina vegetal) em um pedaço de lã, ele notou que o âmbar passava a atrair objetos leves. Dois mil anos depois, esse fenômeno foi chamado de eletricidade, da palavra grega elektron (que quer dizer "âmbar")

Um dos primeiros cientistas a observar fenômenos elétricos foi um político e pesquisador americano, chamado Benjamin Franklin (1706-1790).

Ele observou o céu em noites de tempestade, e percebeu que os raios eram descargas de correntes elétricas que vinham das nuvens.

Franklin então fincou no chão uma haste de ferro, e viu que o raio ia parar exatamente em cima dela.

Em outro dia de chuva, ele fez uma espécie de pipa, com um fio úmido. O que foi que aconteceu? A descarga elétrica do raio correu pelo fio da pipa, que soltou algumas faíscas. O raio tinha sido absorvido. Assim, Franklin acabou inventando o pára-raios.


A partir do século 19, muitos outros cientistas começaram a pesquisar a eletricidade. Em 1800, o físico italiano Alessandro Volta (1745-1827) inventou apilha elétrica, que ganhou esse nome (usado até hoje) porque as primeiras pilhas eram formadas por moedas empilhadas. 



Volta empilhou discos de cobre e zinco, separados por papelão umedecido em uma solução de água salgada. O cientista então ligou as duas saídas das pilhas (chamadas de pólos) por um fio metálico, produzindo uma corrente elétrica.

Em homenagem a suas descobertas, a unidade de força da corrente elétrica foi chamada de volt.

Um dos cientistas mais geniais no campo da eletricidade foi Michael Faraday (1791-1867). Suas descobertas foram o ponto de partida para muitas aplicações práticas, como motores e geradores, trens e bondeselétricos, além das centenas de inventos de Thomas Alva Edison, o inventor da lâmpada, e Alexander Graham Bell, criador do telefone.

O norte-americano Thomas Edison (1847-1931) foi um dos cientistas mais criativos do mundo. Foi ele quem disse a famosa frase: "Gênio é 1% de inspiração e 99% de transpiração". Você já ouviu alguma vez? Significa que para criar, você precisa trabalhar muito!

O próprio Edison inventou 1093 coisas diferentes, além da lâmpada incandescente. Muitas delas você já deve ter ouvido falar: a locomotiva elétrica, o fonógrafo (que virou o gravador), o telégrafo e o projetor de cinema.

Em 1882, Edison construiu sua primeira central elétrica, em Nova York, movida a carvão. Conseguia acender 7200 lâmpadas por vez e iluminar um bairro inteiro! Mas o primeiro invento de Edison, no entanto, não deu o menor ibope. Era uma máquina de votar, que ele fez quando tinha 21 anos. Quem torceu o nariz para essa invenção jamais imaginou tudo o que Edison iria fazer depois disso!

 

 

Fonte: http://www.canalkids.com.br/tecnologia/invencoes/ideias.htm